JABUTI PIRANGA

JABUTI PIRANGA

Este slideshow necessita de JavaScript.

Conhecido como Jabuti Piranga (de nome científico Chelenoidis Carbonaria), é um tipo de réptil terrestre que foi batizado inicialmente em Tupi Guarani como “o que come pouco vermelho”.
Ele possui escamas avermelhadas nas patas e na cabeça, características que resultaram em seu nome “Piranga” (que significa vermelho em Tupi Guarani).
Ainda, em inglês ganha o nome de o Red Footed Tortoise (tartaruga de pé vermelho).
Um Jabuti Piranga comum pode atingir o peso de 18 quilos ao longo de sua vida e em algumas características se assemelha bastante com o Jabuti Tinga.
Habitat e alimentação

Essa bela espécie pode ser encontrada no Brasil especialmente nas regiões Nordeste, Centro Oeste, Sudeste e no Sul do país.
Com uma longa estimativa de vida, esse tipo de jabuti pode atingir até 100 anos, dependendo do ambiente que escolhe para viver.
O Jabuti Piranga é onívoro – come todos os grupos alimentares – geralmente com uma dieta composta em média de 85% de vegetais como folhas, verduras e legumes, 10% a base de frutas e alimentos compostos com vitaminas e açúcares, e ainda cerca de 5% formada por proteína animal como carne moída crua, ração de cães e gatos, ração própria para tartaruga, etc.
Variações, Características

O Jabuti Piranga apresenta algumas variações na sua espécie, geralmente revelando mudanças em características como a da coloração.
Entre as espécies mais conhecidas destacam-se o Jabuti Piranga Amarelo, que possui escamas amarelas na cabeça e nas patas.
Essa espécie pode ser vista na parte norte da região sudeste e também no sul da região nordeste do país.

Já o Jabuti Piranga Branco, que possui uma cor mais clara com escamas vermelhas, laranjas ou amarelas nas patas e na cabeça, apresenta essa tonalidade como resultado de cruzamentos propositais ou naturais de tipos diferentes da raça.
Há, ainda, o Jabuti Piranga de Granada, considerada a menor raça de Jabuti Piranga. Esse nome se deve ao fato de ele ter se desenvolvido na ilha de Granada.
Quando adultos, são menores e apresentam mais cores mais contrastes do que o Jabuti Piranga comum.

Entre outras variações, podemos encontrar também o Jabuti Piranga de Cabeça de Cereja, que é uma versão um pouco menor do Jabuti Piranga comum.
Como o próprio nome já diz, essa espécie é conhecida pela tonalidade vermelha ou alaranjada de sua cabeça e das escamas das patas.
Alguns nascem geralmente com as carapaças (que chamamos de cascos, popularmente) claras e contornos escuros.
Este tipo é encontrado em áreas mais limitadas, principalmente nos Chacos Paraguaios e no Mato Grosso do Sul.
Existe também uma variação com a cabeça amarela e os pés vermelhos e, ainda, o Jabuti Piranga Vermelho, que tem um alto índice de coloração avermelhada como resultado de vários cruzamentos entre gerações.

Outras tantas espécies foram sendo compostas de misturas e cruzamentos, originando uma variedade incrível e colorida de Jabutis em diversas regiões do país.

Fernando Moreira

Anúncios

Sobre Junior

Cristão, amante da Natureza, de bem com a vida, feliz por trabalhar com prazer
Esse post foi publicado em Histórias de Tartarugas, Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s