O PRAZER DA LEITURA

O PRAZER DA LEITURA

Uma das grandes queixas dos pais, no mundo atual, é a de que seus filhos não gostam de ler.

Algumas crianças afirmam que não precisam ler porque assistem televisão e ali aprendem tudo.

Mas quem não lê tem a capacidade de atenção limitada. Isso porque raras são as cenas que duram mais de dois minutos. Também ficam com dificuldade para ordenar o pensamento, quando necessitam escrever.

Nunca é cedo para ensinar às crianças que os livros são importantes e agradáveis. Antes dos dois anos, pode-se ler versos e histórias para as crianças.

A cadência dos versos infantis são confortantes, afirma Lívia de Almeida em seu artigo: Como escolher livros para as crianças. Também a repetição desenvolve a memória.

A partir de dois anos a criança pode ser levada a bibliotecas e a escolher livros. Descobrir o mundo encantado da imaginação é para elas algo surpreendente.

Dia desses observamos uma garota de não mais de três anos encantada com o colorido das prateleiras de livros infantis em um supermercado.

Ela passava as mãozinhas pelas capas e exclamava: Olha! – apontando com o dedinho as gravuras que mais lhe chamavam a atenção.

Então fixou de forma mais demorada um dos livros. Estava aberto e trazia figuras montadas de vários animais.

Embora não falando de forma totalmente correta, começou a nominar: rinoceronte, dinossauro, elefante.

Eu quero este! Falou entusiasmada. Os pais se aproximaram e consultaram o preço. Era proibitivo para os seus salários.

Eles se agacharam até ficarem à altura da pequena e lhe explicaram que o livro era muito lindo, mas muito caro. Eles não poderiam comprar.

Escolha outro. Disse o pai. Vou ajudar você.

Depois de um longo diálogo, saíram dali com a menina levando satisfeita debaixo do braço um livro com dinossauros, embora não tão sofisticado como o que vira antes.

E a mãe concluiu: Filha, amanhã vou levar você para a biblioteca. Nós não podemos comprar aquele livro caro mas você poderá olhar e folhear à vontade um igualzinho àquele que você queria. Está bem?

A resposta da pequena foi um largo sorriso. Chegou no caixa e exibiu, orgulhosa, para a atendente, o tesouro que acabara de ganhar e disse: Olha, é meu!

E, depois que passou no caixa, ficou sentada no chão, enquanto os pais colocavam as demais compras nas sacolas.

Ficou ali sentada, folheando o livro e citando os nomes dos animais, alegremente.

* * *

Quando as crianças começam a escolher livros por vontade própria, está iniciado o processo da autoeducação.

Lendo, a criança aprende mais do que a escola pode ensinar. O manancial de conhecimento e sabedoria que conquista lhe servirá por toda a vida.

Se já não começou, comece hoje a estimular seu filho a descobrir esse mundo encantado da leitura. Ensine-o a viajar pelo mundo, a realizar pesquisas no fundo do mar, a conquistar as estrelas e descobrir os segredos mais profundos da natureza.

Anime seu filho a amar os livros. A toda semana ler um novo título. Tenha bons livros em casa.

Pense nisso.

Momento Espírita

Anúncios

Sobre Junior

Cristão, amante da Natureza, de bem com a vida, feliz por trabalhar com prazer
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s