A MAGIA DAS ÁRVORES

A MAGIA DAS ÁRVORES

“As florestas repletas de árvores de todas as formas, tons, tamanhos e idades são mais do que lugares mágicos. São reservatórios de energia da natureza, além de serem os pulmões do planeta.

Árvores fazem a ligação Céu e Terra.

Para todos os povos antigos e primitivos elas foram e são sagradas. A floresta é um local ideal para a pratica da magia. Cada tipo de árvore possui um tipo de poder especial. Todas as árvores, exceto as venenosas, que são poucas, têm o poder da cura.

Segundo Rudolf Steiner há os espíritos da paisagem, aos quais estão subjugados os espíritos do lugar e da casa. Por isso, todo lugar é sagrado!

Cada árvore tem também seu espírito. Então podemos escolher NOSSA árvore no NOSSO jardim e transformar nosso jardim em um local sagrado. Podemos até ter uma árvore em vaso num apartamento.

Existem árvores que tem uma energia restauradora e de cura muito forte, mas existem outras que podem sugar a nossa energia. Como tudo na natureza, isso não significa Bom ou Ruim, mas que devemos saber para que queremos usar a energia da árvore.

Quando estamos doentes, cheios de energias negativas, precisamos de uma árvore sugadora, mas, se somente queremos recuperar forças, precisamos de uma árvore doadora.

Como reconhece-las? Árvore que não apresenta vegetação debaixo, com nódulos no tronco ou galhos, ou que tenha o tronco retorcido, com certeza é uma sugadora. Mas se ela for robusta, com as cores bem vivas, reta, forte, é uma doadora. Se o solo embaixo da árvore for pedregoso, também é sinal de que ela é uma doadora, pois as pedras são energia cristalizada.

Então, se tivermos algo doentio ou negativo, devemos nos sentar embaixo de uma sugadora, mas depois, embaixo de uma doadora.

Ao passearmos por uma floresta, podemos sentir a energia das árvores nos renovando, nos curando e perceber a nossa energia vital reabastecida.

Citando novamente Rudolf Steiner, “todo ser vivo – plantas, animais e seres humanos – possui não só um corpo físico, constituído de átomos e moléculas, mas também um corpo energético equivalente”.

As fotos Kirlian mostram o campo energético de todo ser vivo, inclusive das árvores. A atuação conjunta das energias dos seres vivos é que possibilita a vida da MÃE TERRA.

“Aquele que doa muita energia conscientemente, deve cuidar para que o nível de seu reservatório vital permaneça elevado.”

Devemos nos preocupar em limpar as energias negativas adquiridas nas consultas e depois devemos repor a energia vital.

Podemos usar árvores para recuperar nossa energia. Sentados de costas para o tronco da árvore deixamos que sua energia ilimitada flua para nós. É muito bom fazer isto após uma longa caminhada quando precisamos repor energia. Ou mesmo para ajudar num tratamento médico.

Se prestarmos atenção, vemos que quase todos os locais e clínicas de recuperação de saúde e de cura, principalmente de problemas pulmonares, são nas montanhas ou em lugares com muitas árvores.

As árvores são as grandes alquimistas da nossa terra. Por isto, na antiguidade, os rituais e magias eram feitos embaixo delas!

A floresta e as árvores são sempre cheias de magia, estórias e lendas!

Árvores exercem tanto fascínio no homem, que atualmente surgiu um esporte radical – o Arborismo – derivado da necessidade de facilitar, na Europa, os trabalhos de pesquisas.

Na “Aldeia Cocar”, em Cotia – SP, numa extensão de 8.000 m2 existe uma área organizada para este esporte, que consiste em trilhas, passarelas, redes, tirolesas e demais artefatos para a execução de diferentes tarefas com cordas e cabos. que são efetuadas nas copas das árvores de até 12 metros de altura.

Os judeus celebram o “Ano novo das árvores”, o TU B´SHVAT, dia do aniversário da criação das árvores e há uma oração para ser dita ao se plantar uma árvore:
“Abençoado és Tu, ó Eterno, Rei do Universo, que criou o fruto da árvore”. Na religião judaica as árvores são símbolo da vida, elas dão beleza, fornecem alimento e sombra para as pessoas e animais, enriquecem a terra e ajudam a manter a umidade do solo, além do oxigênio que nos dá vida. Nesta festa, crianças plantam árvores, dançando e cantando músicas sobre árvores e flores. A data desta festa antecede a da primavera. E nesta festa a tradição reza que sejam comidas as frutas associadas à terra de Israel.

O TU B`SHVAT tem o propósito de nos fazer mais conscientes e agradecidos pelas árvores à nossa volta.

Devemos sempre ir até um jardim e agradecer pelas árvores que nos dão oxigênio, sombra e comida.

Árvores possuem um significado especial. Árvores mais velhas, segundo o psicanalista suiço Jung, representam a totalidade de nossa personalidade.

Para os chineses, árvores são símbolos da Primavera, da juventude, da longevidade, da imortalidade e da riqueza.

Os parques e bosques, juntamente com a casa, são componentes essenciais do entorno humano. Eles devem criar verdadeiros espaços sociais. Uma frondosa árvore é um verdadeiro lugar de estar. Duas árvores alinhadas sugerem um portal. Uma fileira indica um caminho a seguir. Um círculo define uma praça. Num bosque uma clareira é o local ideal para reuniões e rituais.

Em nossos jardins públicos ou privados, podemos utilizar as árvores por seu significado, pela sua propriedade terapêutica, pela sua forma, pela cor, pela beleza, por suas flores e frutos.

Mas sempre temos que levar em consideração as condições de plantio, o porte, o clima, o solo, pois, uma árvore deve sempre ser saudável.”

Sandra Siciliano

Anúncios

Sobre Junior

Cristão, amante da Natureza, de bem com a vida, feliz por trabalhar com prazer
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s