HOW MANY SPECIES ARE THERE ON EARTH AND IN THE OCEAN? – QUANTAS ESPÉCIES EXISTEM NA TERRA E NO OCEANO?

HOW MANY SPECIES ARE THERE ON EARTH AND IN THE OCEAN? – QUANTAS ESPÉCIES EXISTEM NA TERRA E NO OCEANO?

The diversity of life is one of the most striking aspects of our planet; hence knowing how many species inhabit Earth is among the most fundamental questions in science. Yet the answer to this question remains enigmatic, as efforts to sample the world’s biodiversity to date have been limited and thus have precluded direct quantification of global species richness, and because indirect estimates rely on assumptions that have proven highly controversial. Here we show that the higher taxonomic classification of species (i.e., the assignment of species to phylum, class, order, family, and genus) follows a consistent and predictable pattern from which the total number of species in a taxonomic group can be estimated. This approach was validated against well-known taxa, and when applied to all domains of life, it predicts ~8.7 million (±1.3 million SE) eukaryotic species globally, of which ~2.2 million (±0.18 million SE) are marine. In spite of 250 years of taxonomic classification and over 1.2 million species already catalogued in a central database, our results suggest that some 86% of existing species on Earth and 91% of species in the ocean still await description. Renewed interest in further exploration and taxonomy is required if this significant gap in our knowledge of life on Earth is to be closed.

A diversidade da vida é um dos aspectos mais marcantes do nosso planeta, daí saber quantas espécies habitam a Terra é entre as questões mais fundamentais da ciência. No entanto, a resposta a esta questão permanece enigmática, como os esforços para amostra
biodiversidade do mundo até à data têm-se limitado e, portanto, têm impedido a quantificação direta da riqueza de espécies global, e porque as estimativas indiretas se baseiam em pressupostos que se mostraram altamente controversa. Aqui nós mostramos que, quanto maior classificação taxonômica de espécies (ou seja, a atribuição de espécies de filo, classe, ordem, família e gênero) segue uma padrão consistente e previsível a partir do qual o número total de espécies em um grupo taxonômico pode ser estimada. este
abordagem foi validado contra a well-known taxa, e quando aplicado a todos os domínios da vida, que prevê, 8,7 milhões (61,3 milhões SE) espécies eucarióticas globalmente, dos quais, 2,2 milhões (60.180.000 SE) são marinhas. Apesar de 250 anos de classificação taxonômica e mais de 1,2 milhão de espécies já catalogadas em um banco de dados central, nossos resultados sugerem que alguns 86% das espécies existentes na Terra e 91% das espécies no oceano ainda aguardam descrição. Renovado interesse na exploração e taxonomia é necessário se esta lacuna significativa em nosso conhecimento da vida na Terra é para ser fechado.

Para ler o artigo completo clique no link a seguir

To read the full article click the link below

Artigo Completo em inglês

Anúncios

Sobre Junior

Cristão, amante da Natureza, de bem com a vida, feliz por trabalhar com prazer
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s