MEL CRISTALIZADO, O QUE É ISTO?

MEL CRISTALIZADO, O QUE É ISTO?

 

Qual é a cristalização do mel?
O mel às vezes é um estado semi-sólido conhecido como cristalização ou mel granulado. Esse fenômeno natural acontece quando a glicose, um dos três principais açúcares no mel, precipita espontaneamente da solução de mel sobre saturada.
MIEL CRISTALIZADA, QUE ES ESTO??? - CRYSTALLIZED HONEY, WHAT IS THIS ???
A glicose perde água (tornando-se monohidrato de glicose) e assume a forma de um cristal (corpo sólido com uma estrutura ordenada e precisa). Os cristais formam uma malha que imobiliza outros componentes em forma suspensa, criando o semi-sólido acima mencionado.
A água anteriormente associada à glicose já está disponível para outros fins. Isso aumenta o teor de umidade em algumas partes do recipiente de mel. Devido ao aumento da umidade, o mel torna-se mais suscetível à fermentação.

Embora a cristalização seja geralmente indesejada no mel líquido, a cristalização controlada pode ser utilizada para produzir um produto desejável. A cristalização pode ser intencionalmente induzida e, com controle, pode ser usada para criar um produto conhecido como Creme de Mel. Isso também é conhecido como Mel Cremado, Melido, Mel Espalhado, Mel Agitado.

A cristalização espontânea resulta em um produto grosso com grânulos. A cristalização controlada resulta em um produto com uma finura e consistência suave.

Por que o mel cristaliza?
O mel cristaliza porque é uma solução supersaturada. Este estado de supersaturação (ou supersaturação) ocorre porque há muito açúcar no mel (mais de 70%) em relação à quantidade de água (muitas vezes inferior a 20%). A glicose tende a precipitar a solução, e a solução muda para um estado supersaturado mais estável.

A forma monohidratada de glicose pode servir como uma semente ou núcleo, que são essenciais no ponto de partida para a formação de cristais. Outras partículas pequenas, ou mesmo bolhas de ar, também podem servir como sementes para o início da cristalização.
Quais fatores influenciam a cristalização?
Muitos fatores afetam a cristalização do mel. Alguns grupos de mel nunca cristalizam, enquanto outros o fazem em poucos dias após a extração. O mel removido do favo de mel, processado com extratores (chamados centrífugas de mel no Chile) e bombeado, provavelmente é mais rápido para cristalizar do que se fosse deixado no favo de mel. A maioria do mel líquido cristaliza dentro de algumas semanas após a extração.

A tendência do mel para cristalizar depende fundamentalmente do teor de glicose e do nível de umidade do mel. A composição global do mel, que inclui outros açúcares que a glicose, e outras 180 substâncias identificadas como minerais, ácidos e proteínas também influenciam a cristalização.

Além disso, a cristalização pode ser estimulada por qualquer pequena partícula de pó, pólen, pedaços de cera ou própolis, bolhas de ar, que estão presentes no mel. Esses fatores estão relacionados ao tipo de mel, bem como a forma como é tratada e processada. As condições de armazenamento, tais como: temperatura, umidade relativa e tipo de recipiente, também podem afetar a tendência do mel a cristalizar.
Como os açúcares no mel afetam a tendência de sua cristalização?
O mel é composto principalmente de açúcares, um dos principais sendo glicose e frutose (em proporções semelhantes, em geral), bem como maltose e sacarose.

Como a concentração de açúcar é alta, então os açúcares precipitam e servem como núcleo para os cristais. Quando o mel é aquecido, os cristais de açúcar se dissolvem em estado líquido.

Como a cristalização é utilizada para fazer o “Crema Honey”?
Com a textura da manteiga, o mel finamente granulado permite que seja um alimento excepcional para espalhar. Em todo Edmundo, de fato, o “mel creme” é mais consumido do que o mel líquido.

Para produzir cristais finos, muitas sementes ou núcleos de cristais (sólidos) devem estar presentes no mel. O Processo Dyce (termo em inglês) é freqüentemente usado para fazer mel de nata.

Este método envolve a adição de núcleos iniciados ao mel depois de ter sido aquecido duas vezes (a 49 ° C e 66 ° C) e depois foi filtrado. O resfriamento, a secagem e a rectificação fina de mel, servem de grão (semente ou semente, também) de iniciação, que é misturado com frio com mel líquido. Este produto é estável em três dias, e em seis dias é cremoso e consistente.

A cristalização pode ser evitada?
Espontaneamente, a cristalização é controlada principalmente através de armazenamento adequado, aplicação de temperatura e / ou filtração. A manutenção de mel a uma temperatura na faixa de 40-71ºC durante a embalagem também permite baixas taxas de cristalização.

Os tratamentos de temperatura delicada atrasam a cristalização, dissolvendo os cristais e aquecimento muito rápido a 60-71ºC. Eles dissolvem os cristais e expulsam o ar incorporado (o que também estimula a cristalização).

A filtração remove partículas que podem atuar como núcleos, que podem iniciar o processo de cristalização. O mel com uma proporção baixa de água-glicose provavelmente permanecerá líquido, impedindo sua cristalização.

Que tipos de mel cristalizam mais rapidamente do que outros?
Embora a maioria das variedades de mel cristalize após a extração, que contém menos de 30% de glicose, como o tupelo de mel (espécies de árvores agradáveis, que está presente na América do Norte, Ásia Oriental e Malásia Ocidental) ) e Salvia (Salvia officinalis), resistem à granulação. A Tabela 1 mostra algumas variedades de mel e sua tendência a granular.
Como a cristalização pode afetar a qualidade do mel?
Em termos de consumo, o mel granulado parece inaceitável. Quando a granulação está incompleta, a camada cristalina é coberta por uma camada líquida com maior teor de água do que o mel original. Isso cria um ambiente favorável para o crescimento de fungos e pode levar à fermentação.
Como o armazenamento pode afetar a cristalização?
À temperatura ambiente, a cristalização começa em semanas ou meses (mas raramente em dias). O processo de cristalização pode ser evitado com armazenamento adequado, com ênfase em uma temperatura de armazenamento apropriada. Para o armazenamento a longo prazo, recomenda-se o uso de tambores de aço e aço inoxidável fortes (aço de qualidade 304, para alimentos) resistente à umidade.
Temperaturas frias (menores de 10ºC) são ideais para evitar a cristalização. As temperaturas moderadas (10-21ºC) geralmente promovem a cristalização. Temperaturas elevadas (21-27ºC) desencorajam a cristalização, mas degradam o mel. Temperaturas muito altas (acima de 27ºC) impedem a cristalização, mas incentivam a putrefação por fermentação, bem como a degradação do mel.
O mel processado deve ser armazenado entre (18-24ºC). O mel não processado deve ser armazenado sob 10ºC.Alternativamente, um estudo mostrou que o mel pode ser preservado em estado líquido se armazenado a 0ºC durante pelo menos 5 semanas, seguido de armazenamento a 14ºC.
O recipiente em que o mel é armazenado afeta a cristalização?
O mel é sensível à umidade na atmosfera. Durante o armazenamento em recipientes de polietileno (vulgarmente conhecidos como plástico) de baixa densidade, pode deixar a umidade escapar, o que pode contribuir para o processo de cristalização.
Diferentes espécies de plantas têm diferentes tendências de cristalização.
O signo + significa que tem mais tendência do que a média e o sinal significa que tem menos tendência do que a média para cristalizar.
Fonte: La familia de la Apicultura
Anúncios
Publicado em Cuide bem da Saúde | Marcado com , | Deixe um comentário

ANAIS DE ENCONTROS SOBRE ABELHAS – USP SP

ANAIS ENCONTRO SOBRE ABELHAS – USP SP 

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

BENEFÍCIOS DO MEL À SAÚDE

BENEFÍCIOS DO MEL À SAÚDE

Nos últimos 2.500 anos, o mel tem sido um ingrediente essencial, usado por inúmeras culturas em todo o mundo. Talvez uma das razões pelas quais, até hoje, o mel é tão consumido, é devido à variedade de maneiras que pode ser usado: você pode comer uma colher de mel puro, ou no pão como uma geleia, você pode misturá-lo com suco ou chá para adoçar, ou simplesmente adicioná-lo à água morna e beber. Não importa como você o use, o mel se tornou um ingrediente extremamente útil e versátil. Também está se tornando cada vez mais reconhecido, não só por seu sabor surpreendente, mas suas propriedades medicinais. Para colher seus benefícios, selecionar o tipo certo de mel é o segredo.
mel

Conheça a Diferença Entre Mel Natural e Artificial

Tenha em mente que o mel cru (mel na sua forma mais pura) é o melhor. O mel puro não é filtrado, coado ou aquecido acima de 46 graus, ao contrário de muitas das variedades comerciais que encontramos nas prateleiras dos mercados. Na verdade, a maioria dos tipos comerciais são processados de uma forma que muitas (se não todas) enzimas benéficas, nutrientes e antioxidantes são completamente destruídas.

Mas como identificar a diferença entre os dois? Esses 4 testes irão ajudá-lo a determinar se o mel que você comprou, é puro ou não:

1. Textura

Diferentemente do mel artificial, o mel puro é sólido. Se você colocar o mel em uma colher, ele não irá escorrer e não será fácil passá-lo no pão, por exemplo.

2. Teste da água

Mel artificial dissolve facilmente na água. Já o puro, em contrapartida, se instala no fundo do copo com água.

3. O teste do tempo

O mel puro tende a cristalizar com o passar do tempo, enquanto uma imitação continuará cremosa, independentemente do tempo que está guardado.

4. Teste do fogo
mel

Mergulhe a ponta de um algodão ou pavio de vela no mel e sacuda o excesso. Tente acender o pavio ou algodão. Se queimar, o mel não tem água e outros componentes. Caso não queime ou estale, o mel é puro.
Para tirar o máximo proveito deste alimento benéfico, compre um mel cru e orgânico em uma loja de produtos naturais.

Os Nutrientes Essenciais Encontrados no Mel Puro

O mel cru é cheio de vitaminas e minerais essenciais, vitaminas B, incluindo B1 (Tiamina), B2 (Riboflavina), B3 (Niacina), B5 (Ácido pantotênico) e B6 (Piridoxina), que funcionam como coenzimas que ajudam o corpo a obter energia de alimentos. As vitaminas B também são importantes para manter um apetite normal, boa visão, pele saudável e função do sistema nervoso, bem como a formação de glóbulos vermelhos. O mel também é uma boa fonte de vitamina C, que beneficia o corpo ao manter as células juntas através da síntese de colágeno (um tecido conjuntivo que mantém os músculos, ossos e outros tecidos juntos).

O mel também contém minerais como magnésio, potássio, cálcio, cloro de sódio, cobre, ferro, manganês, enxofre, zinco e fosfato – a maioria dos quais ajuda no metabolismo corporal, balanço hídrico e saúde óssea, entre muitas outras qualidades benéficas.

10 Benefícios Que o Mel Puro Traz à Sua Saúde

1. Uma excelente fonte de energia

Os carboidratos na forma de glicose e frutose fornecem energia ao corpo, aumentam a resistência e reduzem a fadiga muscular. Na verdade, o mel é usado por muitos atletas como uma fonte de energia instantânea.

2. Um ótimo fornecedor de antioxidantes

Além de conter um amplo espectro de vitaminas e minerais, o mel também contém pinocembrina –  que é um flavonoide exclusivo do mel. Isso mantém as atividades enzimáticas saudáveis.

3. Desacelera o processo de envelhecimento
mel

O lento esgotamento das enzimas no corpo contribui parcialmente para o processo de envelhecimento. O mel puro, no entanto, é um dos poucos alimentos que ajuda a diminuir a perda de enzimas através da ingestão de amilase – uma enzima que quebra açúcares e carboidratos. Esse processo tem a capacidade de restaurar a pele danificada, dando um visual mais suave e jovem.

4. Sustenta boas bactérias

O mel sustenta Bifidobactérias, que estão presentes no trato gastrointestinal, e são essenciais na digestão eficiente e boa saúde. O mel também contém probióticos, que ajudam na produção e atividade das Bifidobactérias. O mel não fermenta no estômago e pode ser usado para aliviar a indigestão.

5. Trata alergias e mantém um sistema imunológico forte

O mel contém propriedades antibacterianas e antifúngicas, que podem tratar alergias e manter o sistema imunológico forte. Consumir mel frequentemente também pode fortalecer os corpúsculos brancos de sangue, que ajudam a combater doenças bacterianas e viroses.

6. Controla o açúcar no sangue

Evidências experimentais sugerem que o consumo de mel pode melhorar o controle do açúcar no sangue e a sensibilidade à insulina, em comparação a outros adoçantes. A tolerância do corpo ao mel é significativamente melhor do que a reação à sacarose e à glicose proveniente de outros alimentos. Indivíduos com maior intolerância à glicose (aqueles com diabetes leve e diabetes tipo 1 – uma condição crônica em que o pâncreas produz pouca ou nenhuma insulina) apresentaram uma tolerância significativamente melhor ao mel do que a sacarose.

7. Ajuda a diminuir o colesterol
mel

Em uma série de experimentos envolvendo indivíduos saudáveis e aqueles com colesterol elevado, o mel foi considerado o adoçante mais saudável. No entanto, o mesmo estudo também descobriu que em pacientes com colesterol alto, o mel artificial aumentou o colesterol LDL (ruim), enquanto o mel puro e natural diminuiu o colesterol total em 8% e o colesterol LDL em 11%.

8. Reduz e elimina a tosse

Em crianças e adolescentes com idades entre 2 e 18 anos, o mel revelou-se mais eficaz do que o dextrometorfano, que é a droga antitussiva mais popular. O mel de trigo mourisco mostrou ser um remédio muito eficaz contra a tosse.

9. Cicatrizante natural

Foi revelado que o mel cru, quando aplicado topicamente na pele, contém uma série de benefícios na cicatrização de feridas. Como o mel é composto principalmente de glicose e frutose (dois açúcares que atraem fortemente a água), o mel absorve a água na ferida e seca-a, fazendo com que o crescimento de bactérias e fungos seja inibido. Estudos também descobriram que o mel de manuka diminui o nível de pH da superfície das feridas, de modo que os germes não podem mais sobreviver e as bactérias são destruídas.

10. Previne a redução de glóbulos brancos

O mel pode ser uma maneira eficaz e barata de prevenir o baixo número de glóbulos brancos causado pela quimioterapia. Em um pequeno estudo, 40% dos pacientes com câncer que sabiam estar em risco de neutropenia (hemograma muito baixo) tiveram essa condição revertida após tomarem 2 colheres de chá de mel terapêutico por dia durante o tratamento de quimioterapia.

Fonte: TudoPorEmail

Publicado em Cuide bem da Saúde, Geral | Marcado com , , | Deixe um comentário

COLETÂNEA DE LEIS SOBRE ABELHAS SEM FERRÃO

COLETÂNEA DE LEIS SOBRE ABELHAS SEM FERRÃO

 

Disponibilizou-se aqui uma coletânea de leis, federal, estadual e municipal sobre as abelhas sem ferrão.

 

MEMÓRIA DA REUNIÃO CONAMA ABRIL 2017 SOBRE A REFORMULAÇÃO DA RESOLUÇÃO 346 DE 2004

 

PROJETO DE LEI Nº 4.943/2014 – Dispõe sobre a criação, o comércio e o transporte de abelhas sem ferrão (meliponíneas) no Estado de Minas Gerais

 

PROJETO DE LEI Nº 225/2016 – Dispõe sobre a criação, o manejo, o comércio e o transporte de abelhas sociais nativas (MELIPONÍNEOS) no estado do Paraná

 

PROJETO DE LEI Nº 21.619/2015 – Dispõe sobre a criação, o comércio e o transporte de abelhas sociais sem ferrão (meliponíneos) no Estado da Bahia.

 

PROJETO DE LEI Nº 21.619/2015 – Dispõe sobre a criação, o comércio e o transporte de abelhas sociais sem ferrão (meliponíneos) no Estado da Bahia.

 

Meliponicultura, legislação – síntese

 

LEI COMPLEMENTAR Nº 140, DE 8 DE DEZEMBRO DE 2011

 

LEI Nº 16.171, DE 14 DE NOVEMBRO DE 2013 – Dispõe sobre a criação, o comércio e o transporte de abelhas-sem-ferrão (meliponíneas) no Estado de Santa Catarina.

 

Lei Nº 14763 DE 23/11/2015 – Publicado no DOE em 24 nov 2015 – Dispõe sobre a criação, o comércio e o transporte de abelhas sem ferrão – meliponíneas – no Estado do Rio Grande do Sul.

 

L E I N° 7.565, DE 25 DE OUTUBRO DE 2011 – Dispõe sobre normas para licenciamento de estabelecimentos processadores, registro e comercialização de produtos artesanais comestíveis de origem animal e vegetal no Estado do Pará, e dá outras providências

 

INSTRUÇÃO NORMATIVA IBAMA Nº 07, DE 30 DE ABRIL DE 2015 – Institui e normatiza as categorias de uso e manejo da fauna silvestre em cativeiro, e define, no âmbito do IBAMA , os procedimentos autorizativos para as categorias estabelecidas

 

LEI Nº 3.465, DE 15 DE MAIO DE 2014 – Dispõe sobre o resgate, a captura e a remoção de abelhas silvestres nativas (meliponíneos) e da Apis mellifera (abelha doméstica com ferrão) no Município de Canela

 

INSTRUÇÃO NORMATIVA SEMA Nº 03, de 29 de setembro de 2014- Institui e normatiza a criação e conservação de meliponíneos nativos (abelhas sem ferrão), no Estado do Rio Grande do Sul

 

RESOLUÇÃO CONAMA nº 346, de agosto de 2004  – Disciplina a utilização das abelhas silvestres nativas, bem como a implantação de meliponários.

 

Breve relato da reunião no Ministério do Meio Ambiente realizada no dia 27/04/2017 sobre possível mudança e reformulação da Resolução 346 de 2004

 

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

13 USOS SURPREENDENTES DO ARROZ – 13 SURPRISING USES FOR RICE

13 USOS SURPREENDENTES DO ARROZ – 13 SURPRISING USES FOR RICE

 

O arroz é um alimento básico, encontrado praticamente no mundo todo. O que muitos não sabem é que esse ingrediente tem outras fantásticas propriedades e pode ser usado para resolver diversos problemas domésticos do dia. Abaixo você encontra 14 formas de utilizar o arroz de forma eficiente e, o que é melhor, gastando muito pouco.

As Diversas Utilidades do Arroz

1. Alivia Dores Musculares

Se estiver com dores nos pés após um longo dia de trabalho, ou caso sofra com cãibras nessa região do corpo, o arroz pode ser seu aliado. Veja como é simples: pegue um par de meias e encha-os com arroz, mas deixando espaço suficiente para os pés. Feche as meias com um barbante e coloque-as no micro-ondas por 1 minuto (pode deixar por mais tempo caso queiram que estejam mais aquecidas). E sua compressa está pronta! Esta dica funciona muito bem porque o arroz mantém a temperatura por um bom tempo.

2. Limpar Vasos, Garrafas e Outros Recipientes de Vidro

Você tem aquele vaso de vidro super bonito em casa e, por mais que limpe, nunca parece estar totalmente limpo e transparente, principalmente o fundo. Limpar essa parte do vaso às vezes é um desafio. Mas o arroz pode ser a solução para resolver este problema! Despeje o equivalente a uma mão cheia de arroz no vaso, garrafa ou qualquer outro recipiente que queira limpar. Adicione água e um pouco de sabão e deixe ali por alguns minutos. Aquela sujeira persistente vai embora rapidinho.

3. Salvar Aparelhos Eletrônicos Molhados
As Diversas Utilidades do Arroz

Se o seu celular (ou outro aparelho eletrônico) caiu na água, ou alguém derramou bebida em cima dele, não entre em pânico. O arroz é uma boa saída para salvar seu aparelho. Desligue o seu dispositivo e remova a bateria ou outros partes que também estejam úmidas. Deixe tudo em um recipiente com arroz durante uma noite. Se o estrago não foi muito grande, você pode recuperar o seu aparelho com essa dica!

4. Entreter as Crianças

Filhos ou netos estão te levando à loucura com tanta agitação? Não se preocupe. Entretenha-as enquanto aguça a criatividade delas com essa simples dica. Pegue um recipiente qualquer, preferencialmente de plástico. Diga às crianças para decorá-lo do jeito que elas quiserem, de preferência bem coloridos. Depois, diga a elas para encher o recipiente com arroz, tampar e… pronto! Elas fizeram uma linda maraca! Isso vai mantê-las entretidas por um tempo.

5. Checar a Temperatura do Óleo

Para verificar se o óleo está quente o bastante para usá-lo – principalmente para frituras –, coloque alguns grão de arroz. Se o grão pular para a superfície do óleo e começar a fritar, então está pronto para uso. Esta dica é muito mais válida e confiável do que usar um termômetro de cozinha.

6. Amadurecer Frutas
As Diversas Utilidades do Arroz

Você foi ao supermercado ou à feira e comprou várias frutas, mas algumas delas ainda não estão boas o suficIente para consumo. Algumas demoram mais tempo para amadurecer. Para acelerar ese processo, deixe as frutas dentro de um recipiente com arroz. Esta dica funciona muito bem e o processo costuma ser rápido, então olhe com frequência antes que as frutes fiquem maduras e até estraguem.

7. Acabar Com a Umidade do Sal

Esta é uma boa dica para quem vive em um país úmido como o Brasil. Por causa da umidade do ar, o sal fica com um aspecto um pouco grudento, pegajoso. Isso dificulta o uso, pois muitas vezes o sal fica grudado nos dedos no momento de adicionar aquela pitadinha na comida. E é por isso que os restaurantes colocam grão de arroz no saleiro: os grãos sugam a umidade, evitando que o sal fique pegajoso e difícil de usar. É uma dica muito prática e com custo praticamente zero!

8. Brinquedo para o Gato de Estimação

Se o seu gato gosta de brincar com os objetos de decoração da sua casa, correndo o risco de quebrá-los, essa é uma boa dica para mantê-lo entretido com esse brinquedo de arroz. Faça um tipo de sachê ou uma pequena sacola com qualquer tipo de tecido, de preferência algum resistente às unhas do gato, e encha-o com arroz. Jogue para ele, que vai se divertir com o brinquedo novo!

9. Ferramentas Enferrujadas

Ferramentas podem enferrujar após um longo tempo expostas ao ar. A ferrugem resulta da oxidação do ferro. Para evitar que isso aconteça, basta colocar alguns punhados de arroz na caixa de ferramentas. Dessa forma, elas não ficarão enferrujadas.​

10. Limpar o Moedor de Café
As Diversas Utilidades do Arroz

Moedores de café ficam usualmente sujos e bem difíceis de limpar, com pó acumulado e até pedaços de grãos que grudam na superfície. Para limpá-lo completamente, basta seguir esta dica: coloque meio copo de arroz no moedor e ligue o processador. Deixe-o ligado até formar um pó, assim como o café. Não somente o moedor como as lâminas vão ficar limpinhas.

Muitos de nós normalmente colocamos mais água que o necessário ao preparar arroz (embora mais água é melhor que menos, pois assim não corre o risco de queimar!). Mas você não precisa jogar essa água fora, pois é bastante útil. Durante o cozimento, retire esse excesso de água e deixe esfriar. Deixe na geladeira. Você pude usar para lavar o rosto. A pele fica brilhante e saudável. O arroz integral é ainda mais vantajoso, pois é rico em vitamina E. O ideal é fazer esse procedimento a cada três dias.

12. Leite de Arroz

Esta é uma ótima alternativa ao leite comum. Tudo que você precisa é 1 copo de arroz, 4 copos de água mineral ou filtrada e poucas pitadas de sal. Bata no liquidificador por 1 minutos ou até os grãos dissolverem por completo. Leve à geladeira e você terá um leite natural, saboroso e, o que é melhor, livre de lactose.

13. Acessórios de Prata Brilhantes

Assim como as ferramentas, produtos de prata também passam pelo processo de oxidação. A prata fica fosca e manchada depois de um tempo. Para manter seus talheres e acessórios sempre brilhantes, siga essa dica: coloque um recipiente com arroz no lugar onde costuma guardar a prata. O arroz retarda esse processo de oxidação.

Fonte: Tudo por e-mail,  care2.com e Reader’s Digest

13 Surprising Uses for Rice

 

Rice isn’t just for dinner! This staple is a multi-purpose wonder: it keeps your feet warm, it rescues your fancy electronics, it does difficult cleaning jobs, and even keeps your pet entertained. Click through to read these and more clever ways to use rice.

 

 

Home & Pets.

1. Clean Dirty Vases and Other Unusually-Shaped Bottles. What’s that, you don’t have the world’s smallest hands? Cleaning vases and bottles with slender and unusually shaped necks is a total pain — until now. Drop in a couple tablespoons of rice, pour in some warm water, and let it soak for about 10 minutes. Then shake, shake, shake, pour it out, rinse, and marvel at your newly-cleaned vase.

2. Rescue Wet Electronics. As the ultimate klutz, I’ve had to use this trick more than once. When you drop your electronics in water, remove the battery if you can, and bury the phone in rice. Trust me, it works!

3. Make a Pet Toy. Make a small satchel, fill it with a combination of rice and catnip, sew it up, and watch your cat go nuts!

4. Clean Coffee and Spice Grinders. As much as we love them, keeping coffee and spice grinders clean can be a pain. Remedy that with rice: remove as much debris as you can, cover the area with rice, and run it through the grinder. The rice will magically absorb a lot of the buildup. Some of the country’s most prestigious roasters use this trick. It works especially well with instant rice!

 

 

Food.

5. Check if Oil is Hot Enough. Want to check the temperature of the oil you’re using to deep fry? All you need to do is drop a grain of rice into it. If the rice pops up to the surface of the oil and begins cooking, the oil is ready for frying. In my experience, it’s much more reliable than a deep fry thermometer.

6. Bake a Perfect Pie. Fancy stores sell $15 jars of pie weights, the little beads placed on unfilled crusts when you blind bake them. What a racket — rice works just as well. You wouldn’t want to cook with the rice afterward, but you can use them again as pie weights.

7. Keep Salt Separated. A classic restaurant trick: store a few grains of rice in your salt shaker to prevent that annoying clumping.

8. Ripen Fruit Faster. Just can’t wait for that fruit to ripe? Store fruit in a container of rice to speed up the ripening time. Just make sure to check on it twice a day so it doesn’t get too ripe. And yes, you can cook with the rice!

9. Make Rice Milk. DIY project alert! All it takes to make rice milk from scratch (other than rice, of course!) is water and salt. Click here for directions.

 

 

Health & Beauty.

10. Make a Heating Pad. Sew a little pouch with a natural fabric like cotton or wool. Fill the pouch up with some rice, sew it shut, and you’ve got yourself a heating pad. If you’re not feeling that ambitious, you can just fill an old sock with rice and tie the end close. When you’re ready to use the heating pad, heat it up in the microwave. It’ll stay warm for up to an hour.

11. Get Glowing Skin. If you’re like me, you just never get the amount of water right when you’re cooking rice. It always seems like there’s not enough water, and then you overcompensate and the rice is drowning. Don’t stress — save that leftover rice water and put it to use! Let it cool, refrigerate, and use to it wash your skin. For best results use brown rice water and use within 3 days. Apply it with a washcloth and rinse. Brown rice is high in vitamin E, and will give your skin that radiant glow it deserves.

12. Make Toasty Slippers for Cold Winter Nights. I once lived in a home with tile floors throughout. Nice in the summer, miserably cold in the winter. If only I knew about this great craft project then! Check out detailed instructions here.

13. Mittens, Too. Ooh! Best idea ever!

 

Publicado em Cuide bem da Saúde | Marcado com , , , | Deixe um comentário

GARRAFA DE ÁGUA ECOLÓGICA – ECOLOGICAL WATER BOTTLE

GARRAFA DE ÁGUA ECOLÓGICA – ECOLOGICAL WATER BOTTLE

Garrafa de água comestível que três estudantes de design  criaram!

Publicado em Cuide bem da Saúde | Marcado com , | Deixe um comentário

ASSOCIAÇÃO DE PRODUTORES DE ABELHAS NATIVAS – AMAMEL CONQUISTA CERTIFICAÇÃO FEDERAL

ASSOCIAÇÃO DE PRODUTORES DE ABELHAS NATIVAS – AMAMEL CONQUISTA CERTIFICAÇÃO FEDERAL

A Associação de Meliponicultores de Mandirituba (Amamel), Região Metropolitana de Curitiba, anunciou neste domingo (23), oficialmente, a obtenção da certificação do Serviço de Inspeção Federal (conhecida pela sigla S.I.F), que permitirá a comercialização, em locais públicos, do mel produzido pelas abelhas nativas sem ferrão. A conquista é resultado do trabalho conjunto de criadores e técnicos, com o apoio da Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento. Continuar lendo

Publicado em Cuide bem da Saúde, Meliponíneos | Marcado com , , , , | Deixe um comentário